SUOR EXCESSIVO OU HIPERIDROSE. SAIBA COMO VIVER SEM ESSE DESCONFORTO!


My Image

A hiperidrose ou suor excessivo é causada por uma hiperatividade do sistema nervoso autônomo sobre as glândulas sudoríparas, levando à transpiração excessiva, principalmente nas regiões plantar, palmar e axilar. 


Alguns fatores podem desencadear o suor excessivo, como estresse, ansiedade, obesidade, menopausa, drogas antidepressivas e álcool. 

A hiperidrose é uma situação constrangedora e desconfortável, muitas vezes promove afastamento social, levando a prejuízos profissionais e psicológicos.


Como você pode evitar este problema?


Os tratamentos da hiperidrose podem ser divididos em definitivos e temporários. 


As terapias definitivas são cirúrgicas, tipo a excisão ou lipossucção das glândulas axilares e a secção do tronco simpático localizado no interior da cavidade torácica, que pode ser aberta ou por videotoracospcopia. Apesar de definitivas, são mais invasivas e podem provocar hemorragia, infecção, parestesia, cicatrizes, pneumotórax e hemotórax.


Dentre as terapias temporárias existem os antiperspirantes (desodorantes a base de alumínio a 20%), o uso de iontoforese, ambos com duração muito curta do efeito, sendo sua eficácia limitada. As drogas anticolinérgicas, também temporárias, causam efeitos colaterais como boca seca, turvação visual, prisão de ventre e enjoo. 


Então qual a solução menos agressiva e com bons resultados?


Nos últimos vinte anos o uso da toxina botulínica tipo A (ex. Botox®, Dysport®) revolucionou o tratamento da hiperidrose. 


O Botox® é uma terapia temporária bastante segura e eficaz. É aplicado sob anestesia local na pele (derme) da região a ser tratada, como as axilas por exemplo. Vai agir impedindo a liberação da acetilcolina, um neurotransmissor responsável pela ativação da secreção das glândulas sudoríparas. 

O efeito esperado do Botox® é uma drástica redução ou mesmo interrupção da sudorese no local tratado, com duração deste bem-estar por 8 a 12 meses. 


Efeitos adversos desta terapia são dor no momento das aplicações e possibilidade de aumento da sudorese em locais não tratados, por exemplo, você tratou as axilas e a partir daí em momentos de estresse você pode notar maior sudorese nas palmas das mãos.  Isso é mais comum em quem já apresenta sinais de hiperidrose em vários locais como axilas, palmas das mãos e plantas dos pés. 


Você também pode optar por tratar todas as áreas que lhe incomodam com suor excessivo.


Alguns fatores vão garantir o sucesso do seu Botox®. O uso de produtos de qualidade, armazenados na temperatura ideal e reconstituídos na diluição correta e principalmente, um profissional experiente e capacitado nas modernas técnicas de aplicação de Toxina Botulínica tipo A. 


Espero que você tenha gostado deste post! Deixe seus comentários e dúvidas. Será uma satisfação respondê-las! Aproveite agora a oportunidade, navegue em nosso site e descubra todos os serviços que dispomos para você viver com mais saúde e felicidade. Até breve!


Dr. Ricardo Rocha

Dra. Eliza Reis.


#suorexcessivo #hiperidrose #estetica #botox #toxinabotulinica #felicidade #saude #qualidadedevida #bemestar #novastecnicas #esteticaavançada