O Homem Moderno pede Socorro! [ANDROPAUSA PRECOCE]

Cada vez mais cedo homens vêm sofrendo com sintomas de queda de TESTOSTERONA.
Isso está liquidando com a saúde do homem moderno.

Por isso, fique atenta também você MULHER, pois você poderá ajudar seu esposo, pai ou irmão a se livrar dessa condição e desfrutar de muito mais energia e qualidade de vida! 

(SAIBA MAIS CLICANDO NO VÍDEO AO LADO.)

Você sabe o que é Andropausa?

É o declínio progressivo na produção de testosterona no organismo do homem.


E o que é Testosterona?

É um dos principais hormônios, se não o mais importante, para a saúde masculina. Ela exerce centenas de funções biológicas e virtualmente regula o bom funcionamento de quase todas as células do homem.


A partir de que idade devo me preocupar com a Andropausa?

Classicamente a Andropausa deveria iniciar seus sintomas após os 50 anos de idade. No entanto com o nível de estresse do homem moderno, observamos cada vez mais a chamada Andropausa Precoce, com sinais e sintomas aparecendo bem mais cedo, a partir dos 25 a 30 anos de idade.


Quais são os sinais e sintomas da andropausa? Os baixos níveis de testosterona podem levar a:

  •    Cansaço, indisposição, fadiga crônica.

  •    Lapsos de memória e dificuldade no aprendizado.

  •    Perda de condicionamento físico. Sistema cardiorrespiratório fica comprometido e mais sujeito a doenças cardíacas.

  •    Aumento da gordura corporal, principalmente concentrada no abdome, a chamada Gordura Visceral, responsável por desequilibrar todo o metabolismo e favorecer doenças graves, como diabetes, hipertensão, Alzheimer, depressão e até câncer.

  •    Perda de massa muscular e da força muscular.

  •    Desinteresse sexual, também conhecido como queda de libido.

  •    Piora da qualidade das ereções, podendo levar a disfunção erétil grave ou impotência sexual.

Qual a relação da Testosterona com o Estresse?

A origem bioquímica da testosterona é a mesma origem do hormônio do estresse, chamado cortisol, ou seja, quando você está sob estresse prolongado, por uma questão de prioridade a natureza vai favorecer a produção de cortisol em detrimento da produção de testosterona. É por isso, que homens muito estressados estão mais sujeitos a desenvolver uma andropausa precoce.

Como prevenir a Andropausa?

  • Com bons hábitos de vida:

  • Controle do estresse, por meio do lazer, de yoga, meditação, contato com a natureza, etc...

  • Atividade física regular, mesclando o exercício aeróbico com a musculação.

  • Alimentação equilibrada, rica em proteínas e gorduras saudáveis e pobre em açúcares ou qualquer outro refinado.

  • Boas noites de sono.

  • Excelente hidratação.

  • Suplementação de vitaminas, antioxidantes e alguns minerais e fitoterápicos que ajudam o corpo a manter sua produção normal de testosterona.

Qual é o tratamento da Andropausa?

Primeiro passo é mudar o estilo de vida conforme nós acabamos de falar nas medidas preventivas.

Nos homens mais jovens devemos fazer o possível para estimular o próprio corpo a produzir testosterona nos níveis normais. Pode ser feito com prescrição de fitoterápicos como o tribulus terrestres, cyanotis vaga, turkesterone e muitos outros. Também a prescrição de hormônios, como é o caso do HCG, podem auxiliar nesta recuperação.

Nos homens mais velhos, com mais de 40 anos e que já não desejam ter mais filhos, o tratamento é mais rápido e eficaz com a terapia de reposição hormonal com a própria testosterona. Essa reposição de testosterona pode ser feita através da pele com cremes de aplicação diária, por meio de injeções intramusculares a cada 15 a 90 dias, ou por implantes hormonais subcutâneos, trocados a cada 6 a 8 meses.

Esse tratamento traz inúmeros benefícios e pode reacender a chama da vida em um homem que sofria de andropausa.

Porém como qualquer tratamento médico, requer acompanhamento periódico (exames a cada 3 a 4 meses) para evitar qualquer prejuízo, que possa ser causado pelo excesso de testosterona no organismo.

Efeitos colaterais da reposição hormonal com Testosterona:

Aumento da oleosidade da pele e acne.

Queda de cabelo.

Sobrecarga do Fígado.

Aumento da Próstata.

Excesso de glóbulos vermelhos no sangue.

Todos esses efeitos são evitáveis e contornáveis, por meio de um rigoroso acompanhamento médico. Por isso, a automedicação com Testosterona ou qualquer outro hormônio é contraindicada.

Espero que você tenha gostado destas informações, em breve trarei mais novidades sobre este maravilhoso hormônio chamado TESTOSTERONA.

Aproveite para agendar sua Avaliação Corporal Avançada e vir conhecer a nossa clínica.

Um grande abraço,

Dr. Ricardo Rocha – CRM/PA: 7732.

 

 

 

 

#hormonios #modulaçaohormonal #ANDROPAUSA #cansaço #exaustao #testosterona #saude #felicidade #disposiçao #qualidadedevida #bemestar